>

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Prefeitura altera vacinação antirrábica em pontos da zona rural

Até terça-feira, mais de dez localidades devem receber a visita dos agentes

O mau tempo obrigou o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) a transferir parte da programação da Campanha de Vacinação contra Raiva Animal para a semana que vem. Nessa etapa, os agentes do órgão estão visitando as propriedades rurais do município.

Amanhã, agentes do CCZ visitarão novamente alguns pontos da zona urbana
(FOTO: Diego dos Reis/Arquivo Expresso Piraju)

Conforme divulgado, a prefeitura espera vacinar 7 mil cães e gatos. No ano passado, cerca de 5 mil animais receberam a vacina. A imunização é destinada a animais com, no mínimo, três meses de vida.

Neste sábado, 19, das 10 às 15h, a campanha será realizada novamente nos seguintes pontos da zona urbana: Praça do Jardim Jurumirim, Praça Manoel Domingues Cardoso e Praça do Jardim Eldorado.

PROGRAMAÇÃO

Segunda-feira (21/8)
Das 8h30 às 10h
Rancho do Vô Tito (Rueda)
Das 8h30 às 9h30
Fazenda Magrisa
Das 10h às 11h
Venda do Cascavel
Das 10h15 às 14h30
Fazenda Ceres
Das 11h15 às 12h15
Sítio dos Tani
Das 14h às 16h
Água Encoberta
Das 15h às 16h30
Clube de Campo Carioca

Terça-feira (22/8)
Das 8h30 às 9h30
Antiga Fábrica de Rojão
Das 8h30 às 11h30
Distrito Industrial
Das 10h às 12h
Fazenda Campo de Ouro
Das 12h às 13h30
Horto Florestal
Das 13h às 15h
Igreja do Bairro Águas do Cágado
Das 14h às 15h30
Carvoaria (Fundos do Horto Florestal)
Das 15h15 às 16h30
Sítio Palmital

Caso de homicídio e ocultação de cadáver será julgado em setembro

Crime ocorreu em 2013; vítima foi esfaqueada após consumir bebida e droga

Os acusados pela morte de Foze Pedro Felipe enfrentarão júri popular às 10h do dia 12 de setembro, no fórum de Piraju. Em 2013, a vítima foi esfaqueada e teve o corpo queimado numa mata da Vila Tibiriçá.

Foze Pedro Felipe teve o corpo queimado por três indivíduos
(FOTO: Reprodução/Facebook)

De acordo com o Ministério Público, Leandro Augusto de Oliveira e Marcelo Aparecido Ferreira simularam uma confraternização para deixar Foze sob efeito de drogas e bebidas. A reunião ocorreu numa casa localizada na Rua Henrique Nardini, no mesmo bairro.

Segundo o MP, Leandro, que à época era traficante, forneceu droga gratuitamente a Foze “com o intuito de demonstrar uma falsa simpatia e amizade pela vítima”. Consta nos autos do processo que, antes de sair do imóvel, Leandro pediu para a dona da residência não deixar Foze ir embora, pois ele tinha denunciado sua avó, também traficante, para a polícia.

“Ao retornar, Leandro continuou a fornecer a Foze mais drogas e bebidas alcoólicas, simulando que ingeria bebida alcoólica também, mas na verdade só Foze se encontrava sob efeito de drogas e bebidas”, afirma o MP.

Na sequência, Leandro se valeu de uma faca e convidou a vítima para consumir crack numa mata situada próximo à residência. “[...] aproveitando-se da distração de Foze, Leandro e Marcelo mataram Foze a facadas”, diz a Justiça.

Por fim, no dia seguinte, Leandro, Marcelo e Magno Luis Floriano foram até a mata e atearam fogo no corpo da vítima.  

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Prédio histórico sediará cursos do SENAI

Conclusão dos trabalhos de adequação deve ocorrer até outubro

Um dos galpões da antiga Estação Ferroviária de Piraju está sendo preparado para receber cursos do SENAI. A previsão é de que, até outubro, as salas estejam devidamente montadas para receber os alunos.

Projeto que cria nova unidade de conservação é encaminhado para a CJR

Se aprovada, proposta irá ampliar as possibilidades de utilização do então Parque do Dourado

A Câmara Municipal realizou ontem, 15, a leitura do projeto de lei que dispõe sobre a criação da Floresta Municipal das Corredeiras. Apresentada pelo Executivo, a matéria deu entrada na Casa em regime de urgência.

Área da unidade conta com mais de 48 hectares (FOTO: José Carlos Garcia)

De acordo com o artigo 2º do projeto, a FMC tem como objetivo a “preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica; realização de pesquisas científicas; manutenção da biodiversidade; recuperação de áreas degradadas; proteção de qualidade da água; proteção do patrimônio arqueológico, histórico, cultural, paisagístico e ambiental do seu interior e entorno; desenvolvimento de turismo ecológico; desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental; estímulo à recriação em contato com a natureza; manejo de uso múltiplo e de forma sustentada dos recursos naturais renováveis; educação florestal e ambiental; e apoio ao desenvolvimento florestal e dos demais recursos naturais renováveis das áreas limítrofes”.

Após ser lida, a propositura foi encaminhada para a Comissão de Justiça e Redação (CJR) para parecer. A leitura da matéria foi aplaudida por algumas pessoas que estavam acompanhando a sessão. Amparado pelo regimento interno, o presidente da Casa, Denilton Bergamini (PP), solicitou que os cidadãos não se manifestassem. Na tribuna, ele procurou esclarecer sua intervenção. Confira o áudio

 
Assim que for aprovada pela Câmara, a matéria seguirá para sanção do prefeito José Maria Costa (PPS), que deverá nomear os membros do conselho consultivo da FMC. Uma vez nomeado, o conselho terá a incumbência de redigir, no prazo máximo de um ano, o regulamento e o plano de manejo da unidade.

No dia 2 de agosto, a constituição da FMC foi objeto de consulta pública na Câmara. Cerca de 300 pessoas participaram do evento. A criação recebeu apoio unânime dos presentes.

Conforme divulgado, a FMC ampliará as formas de utilização do então Parque Municipal do Dourado. Com a lei, o local, que hoje é unidade de conservação de proteção integral, passará a ser unidade de conservação de uso sustentável.